[367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  EnderBR on Mon Aug 12, 2013 8:16 pm

NRPG:

Para mim o teste de Orate aqui não tem nem pé nem cabeça. Se usa para afetar a motivação e um grupo de pessoas, não para a interação pessoal. Nesse caso o teste de Law é adequado.

RPG:
leonardocruzbr wrote:[NRPG: Testes de Orate e de Law] "Ave, Praefectum! É com satisfação que eu, Lucius Aurelius Felix, venho trazer boas novas a tão nobre e valoroso oficial! Após tantos anos de dedicado esforço e devoção, o império reconhece seu histórico de honrado serviço e lhe informa que chegou a hora de descansar. Venho informar-lhe de sua aposentadoria!
Lucius entrega a notícia com graça sublime, observando todo o protocolo adequado para a importante ocasião. Ele sabe que a entrega ritualizada do estandarte da legião ocorrerá amanhã, com a tropa formada. Publius cerra os olhos e senta-se.
leonardocruzbr wrote:Após a reação de Cota, Lucius acrescenta "Estarei sucedendo-lhe no comando no forte, e ficaria honrado em qualquer conselho que tão experiente oficial desejar compartilhar."
- Dia estranho esse. Não podia imaginar quando estava sendo inspecionado de manhã que seria minha última inspeção pelo Dux. Depois o arcanus me dá notícias de que tudo está bem no norte, que as tribos estão tranquilas, mas algo me diz que não está. Agora, o segundo oficial que me aparece e não quer sentar antes de me dar notícias. Talvez o mundo esteja ficando rápido demais para o velho Publius. - diz balançando a cabeça e afagando o joelho por cima das calças de lã. - Gwenael!! - entra o soldado - Acomode o senhor Lucius Aurelius a aposentos adequados para um oficial de seu posto. Cuide bem dele, pode ser recompensador no futuro - ele diz rindo. - Com sua licença agora senhor Aurelius, irei concluir meu jantar e, se possível, encerrar este dia movimentado. Amanhã lhe apresentarei todos os detalhes de nosso forte e da cidade.

Os dois se despedem, visto que Publius claramente queria ser deixado sozinho.

Continuação...
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  leonardocruzbr on Wed Aug 07, 2013 6:12 pm

Parcae wrote:The member 'leonardocruzbr' has done the following action : Alea Iacta Est!

#1 'd20' : 15

--------------------------------

#2 'd20' : 20

Bem, falhei miseravelmente em meu teste de Orate, mas meu teste de Law eu acho que tive um Critical Success!

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  Parcae on Wed Aug 07, 2013 6:08 pm

The member 'leonardocruzbr' has done the following action : Alea Iacta Est!

#1 'd20' : 15

--------------------------------

#2 'd20' : 20
avatar
Parcae
Admin


View user profile http://darkbritannia.forumotion.com

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  leonardocruzbr on Wed Aug 07, 2013 6:08 pm

EnderBR wrote: Adentrando a colunata para o átrio interno, Lucius vê de relance um oficial adentrando um cômodo à sua esquerda, mas é direcionado para a parede oposta pelo jovem recruta. Lucius compreende que será recebido no triclinum do praetorium, como seria de costume e aguarda do lado de fora da porta. [NRPG: Law (20) - Sucesso automático] Moried entende a deixa e adentra à sua frente anunciando:

- Com sua licença praefectum; Lucius Aurelius Felix, oficial a serviço do império.

Lucius entra no recinto e Publius Cota o aguarda em pé. O homem largo e alto aparentava seus sessenta e poucos anos, o cabelo já ralo em cima da cabeça e muito branco nas têmporas. Bem barbeado e com olhos muito escuros e vivos trajava suas roupas oficiais de serviço: a couraça marrom, com  o pteruges na mesma cor, o elmo simples sob o braço. Na parede atrás dele estava pendurado o escudo vermelho com a águia negra. No cinto o gládio e o pugio em sua tradicional posição do lado direito. O homem extende a mão direita em saudação.

- Ave, magistratum. - diz Cota usando uma palavra genérica para oficial civil ou militar, sem especificação de cargo. - Desfrute de nossa hospitalidade, sente-se, coma, beba e se aqueça. Que bons ventos trazem um oficial do império a estas horas para nosso humilde forte?

[NRPG: Testes de Orate e de Law] "Ave, Praefectum! É com satisfação que eu, Lucius Aurelius Felix, venho trazer boas novas a tão nobre e valorozo oficial! Após tantos anos de dedicado esforço e devoção, o império reconhece seu histórico de honrado serviço e lhe informa que chegou a hora de descançar. Venho-lhe informar de sua aposentadoria!”

Após a reação de Cota, Lucius acrescenta "Estarei sucedendo-lhe no comando no forte, e ficaria honrado em qualquer conselho que tão experiente oficial desejar compartilhar."

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  EnderBR on Wed Aug 07, 2013 12:27 pm

leonardocruzbr wrote:Enquanto espera o Praefectum Castrorum, Lucius começa a refletir sobre onde poderia conseguir dinheiro para bancar o forte. Sua mente reflete sobre as possibilidades, sobre a região afastada aonde se encontram, sua geografia e quais tribos e povoados estariam próximos.

Aproximadamente 15 minutos depois Lucius é tirado de seus pensamentos por Moried que retorna de dentro do praetorium:

- Me acompanhe por favor senhor Aurelius Felix. O praefectum está pronto para recebê-lo.

Adentrando a colunata para o átrio interno, Lucius vê de relance um oficial adentrando um cômodo à sua esquerda, mas é direcionado para a parede oposta pelo jovem recruta. Lucius compreende que será recebido no triclinum do praetorium, como seria de costume e aguarda do lado de fora da porta. [NRPG: Law (20) - Sucesso automático] Moried entende a deixa e adentra à sua frente anunciando:

- Com sua licença praefectum; Lucius Aurelius Felix, oficial a serviço do império.

Lucius entra no recinto e Publius Cota o aguarda em pé. O homem largo e alto aparentava seus sessenta e poucos anos, o cabelo já ralo em cima da cabeça e muito branco nas têmporas. Bem barbeado e com olhos muito escuros e vivos trajava suas roupas oficiais de serviço: a couraça marrom, com  o pteruges na mesma cor, o elmo simples sob o braço. Na parede atrás dele estava pendurado o escudo vermelho com a águia negra. No cinto o gládio e o pugio em sua tradicional posição do lado direito. O homem extende a mão direita em saudação.

- Ave, magistratum. - diz Cota usando uma palavra genérica para oficial civil ou militar, sem especificação de cargo. - Desfrute de nossa hospitalidade, sente-se, coma, beba e se aqueça. Que bons ventos trazem um oficial do império a estas horas para nosso humilde forte?
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  EnderBR on Mon Jul 29, 2013 6:34 pm

NRPG:
leonardocruzbr wrote:Interessante. Então a família de Lucius é senatorial, visto seu pai ter sido Vicarius de uma provincia consular, a Flavia Caesariensis? Isso vai me ajudar no futuro...

Sim e não; sim sua família é senatorial (embora por questões de renda você seja da ordo equestre), mas não, seu pai não foi Vic. da Flavia Caesariensis. Seu pai foi Vicarius da diocese da Britannia inteira. A província da F. Caesariensis é governada por um consul.


RPG:

leonardocruzbr wrote:Enquanto espera o Praefectum Castrorum, Lucius começa a refletir sobre onde poderia conseguir dinheiro para bancar o forte. Sua mente reflete sobre as possibilidades, sobre a região afastada aonde se encontram, sua geografia e quais tribos e povoados estariam próximos.

[NRPG: Roll de Law (20): 1 = Sucesso!; Roll de Stewardship (12): 2 = Sucesso!]

Lucius consegue se lembrar de um relatório que passou por seus olhos, com uma auditoria básica dos fortes aonde constava que nessa região os fortes (que no império eram autônomos financeiramente) geralmente se sustentavam da criação de ovelhas e cabras e cereais resistentes ao frio, principalmente malte. Sabe também que Pons Aelius acabou gerando uma conurbação na época em que era ecnomicamente relevante mas esta está no geral abandonada, servindo apenas de residência para veteranos do forte e suas famílias sem lugar melhor para ir. Ao norte do muro sabem os deuses o que existe e os bretões não urbanos ao sul do muro se identificam com a antigo tribo dos Brigantes, mas que se saiba só se relacionam com os fortes para a eventual compra e venda de víveres e manufaturados.

NRPG:
A audiência de Publius Cota só vai terminar quando resolver a cena do Arcadius. No meio tempo sinta-se à vontade para "desenvolver a espera" ou simplesmente esperar.
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  leonardocruzbr on Sat Jul 27, 2013 10:36 pm

Parcae wrote:The member 'leonardocruzbr' has done the following action : Alea Iacta Est!

'd20' : 2

Primeiro eu rolo um "3" e um "4", agora um "1" e um "2"! Está esplicado porque o cognomen do Lucius é Felix!

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  Parcae on Sat Jul 27, 2013 10:34 pm

The member 'leonardocruzbr' has done the following action : Alea Iacta Est!

'd20' : 2
avatar
Parcae
Admin


View user profile http://darkbritannia.forumotion.com

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  leonardocruzbr on Sat Jul 27, 2013 10:34 pm

Parcae wrote:The member 'leonardocruzbr' has done the following action : Alea Iacta Est!

'd20' : 1

Bem, 1 é uma ótima rolagem. Mas porque só o teste de Law é que saiu?

De qualquer forma, vamos a rolagem de Stewardship...

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  Parcae on Sat Jul 27, 2013 10:32 pm

The member 'leonardocruzbr' has done the following action : Alea Iacta Est!

'd20' : 1
avatar
Parcae
Admin


View user profile http://darkbritannia.forumotion.com

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  leonardocruzbr on Sat Jul 27, 2013 10:32 pm

EnderBR wrote:Não existe um uniforme na época, mas se espera que você tenha equipamento que o destaque dos pedes normais. No caso o apropriado seria uma Coriasea Musculata (A couraça de bronze imitando o físico perfeito era tradicionalmente a escolha de altos oficiais e imperadores e, efetivamente era uma das que melhor protegia, embora fosse bem pesada e bem cara). Alternativamente você pode pegar qualquer armadura que achar mais apropriada e torrar 1sd. extra ou mais em "decorações" para a armadura. Este gasto conta como "conspicuous consumption" e adicionará glory na fase de inverno. Estar usando equipamento considerado inadequado para o seu posto pode gerar algum tipo de constrangimento com a tropa, mas isso teria que ser roleplayed (você sempre pode transformar em identificação como um "homem do povo"). Quanto ao escudo o ideal seria recebê-lo no forte mesmo, com a identificação correta da tropa.

Além disso seria apropriada a compra de uma vestimenta nova para você (fashionable clothes) e para o seu cavalo oficial (fancy stratus está bom).

Certo, como já tenho 'fashionable clothes' (duas, na verdade), então estou comprando uma Coriasea Musculata e um Fancy Stratus. Me restaram apenas 1 Siliqua e 2 Nummii como meus recursos.

EnderBR wrote:A propósito, o Vicarius é um cargo senatorial (vir spectabilis) de governo de toda a diocese da Britannia (basta associar que esta terminologia foi herdada pela igreja católica). As atuais províncias são:

  • Presidenciais (equestres): Britannia Secunda e Prima
  • Consulares (senatoriais): Flavia e Maxima Caesariensis


Interessante. Então a família de Lucius é senatorial, visto seu pai ter sido Vicarius de uma provincia consular, a Flavia Caesariensis? Isso vai me ajudar no futuro...

RPG:

EnderBR wrote:
leonardocruzbr wrote:“Salve, jovens. Sou Lucius Aurelius Felix, e trago ordens de Eboracum. Levem-me ao Praefectum Castrorum Costa!”

- Ave, magistratum! - diz o mais alto dos dois - Morien, cuide do portão enquanto eu levo o oficial para o praetorium. Faça o favor de me acompanhar nobre oficial, deixe que guio seu cavalo. - diz ele pegando as rédeas e levando Lucius para dentro do forte.

O forte parecia quase deserto e a maior parte dos alojamentos de soldados parecia fechada. Podia ser o inverno, mas Lucius já ouvira rumores sobre o estado precário da defesa nas muralhas. Caberia a ele reverter a situação com seus próprios recursos se necessário. Sabia que os generosos cofres do imperador dificilmente abriam para fronteiras distantes e tranquilas como esta.

Durante o caminho, Lucius observa o forte, suas condições precárias . O estado precário do forte não era uma surpresa, mas era um problema. Sem poder contar com verbas oficiais, caberia a ele bancar as melhorias que seriam necessárias.

EnderBR wrote:Chegando no praetorium do forte a situação é outra. Dois braseiros haviam sido acesos ao lado de fora da porta principal e um pequeno grupo conversava na volta do fogo. Moried diz para Lucius: - Aguarde aqui por favor, comandante Cota está em audiência mas irei anunciá-lo.

Enquanto espera o Praefectum Castrorum, Lucius começa a refletir sobre onde poderia conseguir dinheiro para bancar o forte. Sua mente reflete sobre as possibilidades, sobre a região afastada aonde se encontram, sua geografia e quais tribos e povoados estariam próximos.

NRPG
Rolando Law (substituindo Folklore) para lembrar qualquer coisa sobre a geografia da região que seja util, e Stewardship para pensar em como gerar dinheiro com isso.

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  EnderBR on Sat Jul 27, 2013 9:17 pm

NRPG:

leonardocruzbr wrote:E qual é exatamente o meu "novo equipamento", para que possa informar quanto restou de meus recursos?

Não existe um uniforme na época, mas se espera que você tenha equipamento que o destaque dos pedes normais. No caso o apropriado seria uma Coriasea Musculata (A couraça de bronze imitando o físico perfeito era tradicionalmente a escolha de altos oficiais e imperadores e, efetivamente era uma das que melhor protegia, embora fosse bem pesada e bem cara). Alternativamente você pode pegar qualquer armadura que achar mais apropriada e torrar 1sd. extra ou mais em "decorações" para a armadura. Este gasto conta como "conspicuous consumption" e adicionará glory na fase de inverno. Estar usando equipamento considerado inadequado para o seu posto pode gerar algum tipo de constrangimento com a tropa, mas isso teria que ser roleplayed (você sempre pode transformar em identificação como um "homem do povo"). Quanto ao escudo o ideal seria recebê-lo no forte mesmo, com a identificação correta da tropa.

Além disso seria apropriada a compra de uma vestimenta nova para você (fashionable clothes) e para o seu cavalo oficial (fancy stratus está bom).

RPG:

leonardocruzbr wrote:Tres Militiae! Praefectum! Finalmente! Pons Aelius é um pouco afastado demais da capital e um pouco próximo demais dos barbaros caledonios para o gosto de Lucius, mas infelizmente não se pode ter tudo que se quer. Se bem que contar com o comando de um forte estratégico como este em seu historico tem um certo valor político – ele so deve cuidar para não acabar esquecido na região, como ocorrera com o oficial a quem irá substituir. Se aposentar como comandante de um forte seria terrivel...

Lucius agradece a seu patrono e ao tribuno, elogiando-os e assegurando-os que honraria a confiança que lhe depositam. [NRPG: teste de Courtesy (Law)]

[NRPG: Roll de Law (20): 3 = Sucesso! --> Possível ganho de Glória, eu verifico depois e te digo]

[...]

leonardocruzbr wrote:Lucius conversa com seu patrono durante a viagem, ouvindo seus planos e manobras politicas e trocando rumores e informações que haviam chegado a seu conhecimento. A Prefeitura Pretoriana da Gallia era o objetivo de Artorius, e era de interesse de Lucius que seu patrono a obtivesse, de forma que pudesse eleva-lo a posições maiores. Seu honrado pai podia ter sido Vicarius da Flavia Caesariensis, mas almejava ser Vicarius da Britannia Secunda. Tambem sonhava com a Maxima Caesariensis, mas mantinha este sonha para si, pois nao muito tempo o governo desta provincia pasara para o nivel consular. [NRPG: Teste de Intrigue (Law)]

NRPG: Roll de Law (20): 4 = Sucesso!

A propósito, o Vicarius é um cargo senatorial (vir spectabilis) de governo de toda a diocese da Britannia (basta associar que esta terminologia foi herdada pela igreja católica). As atuais províncias são:
  • Presidenciais (equestres): Britannia Secunda e Prima
  • Consulares (senatoriais): Flavia e Maxima Caesariensis


RPG:

Lucius se reconforta na certeza de que Artorius era plenamente capaz de atingir seu objetivo com a prefectura, SE o vento soprasse à favor do culto imperial. Como a história recente mostrava os imperadores cristãos podiam se mostrar tanto tolerantes como intolerantes dependendo do cenário político à sua volta. Sabia também que o governo da Britannia Secunda como praesidis seria fácil de conseguir após seu tria militiae, e que bem mais empolgante seria almejar o governo da Maxima Caesariensis e eventualmente, por que não, do Vicariato de toda Britannia, como seu pai antes dele.

[...]

leonardocruzbr wrote:“Salve, jovens. Sou Lucius Aurelius Felix, e trago ordens de Eboracum. Levem-me ao Praefectum Castrorum Costa!”

- Ave, magistratum! - diz o mais alto dos dois - Morien, cuide do portão enquanto eu levo o oficial para o praetorium. Faça o favor de me acompanhar nobre oficial, deixe que guio seu cavalo. - diz ele pegando as rédeas e levando Lucius para dentro do forte.

O forte parecia quase deserto e a maior parte dos alojamentos de soldados parecia fechada. Podia ser o inverno, mas Lucius já ouvira rumores sobre o estado precário da defesa nas muralhas. Caberia a ele reverter a situação com seus próprios recursos se necessário. Sabia que os generosos cofres do imperador dificilmente abriam para fronteiras distantes e tranquilas como esta.

Chegando no praetorium do forte a situação é outra. Dois braseiros haviam sido acesos ao lado de fora da porta principal e um pequeno grupo conversava na volta do fogo. Moried diz para Lucius: - Aguarde aqui por favor, comandante Cota está em audiência mas irei anunciá-lo.
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  Parcae on Thu Dec 20, 2012 5:23 pm

The member 'leonardocruzbr' has done the following action : Alea Iacta Est!

#1 'd20' : 3

--------------------------------

#2 'd20' : 4
avatar
Parcae
Admin


View user profile http://darkbritannia.forumotion.com

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  leonardocruzbr on Thu Dec 20, 2012 5:23 pm

EnderBR wrote:RPG:

Lucius se preparava para um agradável circuito nos banhos quando foi interceptado por um rapazinho apressado, um adiutor de Gavius Ecletus, que lhe impede a entrada no belo prédio de pedra e mármore.

Ah, os banhos! Para os pobres barbaros aleios a nobre cultura romana, pode parecer estranho a paixão que os romanos dedicam a este habito, dedicando tantas horas de seus dias a esta atividade. Mas muito alem de limpeza e saude, os banhos são um modo de vida. As thermae possuem livros e poesias para educar e instruir a mente e o espirito, obras de arte para entreter o publico, ginasios para exercitar o corpo, comida para alimentar os visitantes... e, principalmente, pessoas para se conversar e assim descobrir os rumores e temores do povo. Em fim, um local repleto de oportunidades para intriga e para influenciar os cidadãos locais. Algo irresistivel para um bom romano, para quem a vida politica é a essencia de tudo.


EnderBR wrote:- Salve Centurio! - o jovem exclama e quando é permitido proclama sua mensagem. Gavius estava lhe chamando com urgência. Reconhecendo que deixar o tribuno de sua legião esperando não era uma boa idéia, decide postergar os banhos para um momento mais conveniente.

Quando chega ao praetorium do imponente forte, é saudado cordialmente por Gavius e, para sua surpresa, por seu patrono, Artorius Castus. Sendo poucos anos mais velho que Lucius, o corrector (prefeito) da cidade de Eboracum era de uma das linhagens mais ilustres na província, herdeiro do legado de Lucius Artorios Castus, praefectum da sexta na época . Seus cabelos muito pretos e feições mediterrâneas clássicas denotavam sua ascendência aristocrática.

Uma cadeira havia sido separada para Lucius e ele é convidado a sentar-se. Um jovem escravo traz vinho branco aquecido e aromatizado para servir. Provando, Lucius percebe se tratar de um produto de excelente qualidade, provavelmente da adega de seu patrono, e não a posca (vinho de qualidade inferior, bastante diluído em água) que normalmente era servida nos barracões do forte.

Após um brinde à auspiciosos novos começos e a protocolar troca de elogios que exigia tal encontro, Artorius, que parecia comandar a reunião, se pronuncia.

- Meu querido amigo Aurelius Felix, estive conversando aqui com o exaltado praefectum Gavius sobre você e chegamos a uma conclusão. Já é hora de você exercer um cargo digno de sua posição dentro das legiões. Da mesma maneira que é vexaminoso a um homem de capacidades limitar-se ao labor físico, é vexaminoso que um homem bem nascido, filho de Aurelius Vicarius, perca mais tempo patrulhando Eboracum como se fosse um foederati desesperado por cidadania. Os Aurelius de Lindum são uma das famílias que sustentam a civilização nesta ilha e é tempo de você, como seus irmãos antes, ter seu reconhecimento. Decidimos que é hora de você começar seu Tres Militiae.

(NRPG: Tres Militiae: Sequência de três postos militares de comando que os equestres geralmente passavam para se preparar para a vida pública, geralmente eram um posto de praefectura, um de tribunus angusticlavus (tribuno de uma legião) e finalmente praefectura de uma ala de 500 cavaleiros. Seguir o tres militiae já estava em desuso franco nesta época, aonde a ordos senatorial já estava praticamente removida da vida pública "prática". Mesmo assim ainda era uma constante entre famílias tradicionais, ainda que com os tempos de serviço bastante reduzidos.)

Gavius então detalha a posição escolhida para Lucius:

- Temos um praefectum em Pons Aelius que antecede Magnentius. Ele nunca nos causou problemas então foi mantido no lugar, até porque seu comando realmente não é muito grande. Publius Cotta é um bom homem e já espera pela aposentadoria há 15 anos. Redigi suas ordens para que você lhe destitua do comando e assuma sua posição de imediato. De acordo com sua nova posição aqui está a autorização para comprar material adequado aqui no forte. Providencie uma couraça e elmo novos...

Artorius intercede:

- Agora, à comemoração. Julia está supervisionando um batalhão que está lhe preparando um grande banquete lá na villa e tomei a liberdade de convidar seus irmãos que já estão lhe aguardando. - Ele fala em meio a uma risada com a estupefação de Lucius - Sim, sim... já estamos planejando isto há algum tempo. Hoje comemoramos, amanhã você volta ao serviço de Roma.

Tres Militiae! Praefectum! Finalmente! Pons Aelius é um pouco afastado demais da capital e um pouco próximo demais dos barbaros caledonios para o gosto de Lucius, mas infelizmente não se pode ter tudo que se quer. Se bem que contar com o comando de um forte estratégico como este em seu historico tem um certo valor político – ele so deve cuidar para não acabar esquecido na região, como ocorrera com o oficial a quem irá substituir. Se aposentar como comandante de um forte seria terrivel...

Lucius agradece a seu patrono e ao tribuno, elogiando-os e assegurando-os que honraria a confiança que lhe depositam. [NRPG: teste de Courtesy (Law)]

EnderBR wrote: O resto do dia é gasto na estrada, em animada discussão sobre o futuro na carruagem de Artorius. Artorius ao longo da curta viagem detalha seus planos para manobrar uma posição no senado. Não que fazer parte do senado trouxesse algum poder político ou militar, mas trazia uma enorme carga de prestígio, que poderia ser utilizado para angariar a prefeitura pretoriana da Gallia, o objetivo final de Artorius.

Lucius conversa com seu patrono durante a viagem, ouvindo seus planos e manobras politicas e trocando rumores e informações que haviam chegado a seu conhecimento. A Prefeitura Pretoriana da Gallia era o objetivo de Artorius, e era de interesse de Lucius que seu patrono a obtivesse, de forma que pudesse eleva-lo a posições maiores. Seu honrado pai podia ter sido Vicarius da Flavia Caesariensis, mas almejava ser Vicarius da Britannia Secunda. Tambem sonhava com a Maxima Caesariensis, mas mantinha este sonha para si, pois nao muito tempo o governo desta provincia pasara para o nivel consular. [NRPG: Teste de Intrigue (Law)]

EnderBR wrote: O banquete se dá em clima de grande alegria e Lucius se sente efetivamente abençoado pela gentileza de seu patrono. Pela manhã, seu novo equipamento (NRPG: Descontar o dinheiro e me contar quanto sobrou) está pronto, assim como seu cavalo e sua carga para a viagem até Pons Aelius. Se despedindo de todos, Lucius toma a estradinha do campo, rumo à via aeliana maior e rumo ao seu primeiro comando. Levando consigo, estavam os documentos lhe outorgando o comando do forte e a placa de bronze marcando a aposentadoria de Publius Cotta.

Três dias, duas horas após o pôr-do-sol, Lucius chega na muralha do fim do mundo e o forte que deverá ser sua casa ao menos pelos próximos dois anos. No portão, Morien e Moried estão montando guarda, esperando ansiosamente a hora de se recolher do frio cortante de dezembro.

“Salve, jovens. Sou Lucius Aurelius Felix, e trago ordens de Eboracum. Levem-me ao Praefectum Castrorum Costa!”

[NRPG: Caso os dois guardas demorem a reagir ou comecem a criar dificuldades, Lucius ira invocar todo o seu conhecimento de leis (ie: Law 20) sobre eles, mas nao pretende declarar-se como o novo comandante do forte a menos que extritamente necessario. Sua intencao é ser educado e falar primeiro com o Publius Costa, tratando a situacao como a chegada de sua tao esperada aposentadoria e fazer a mudanca de poder da forma mais digna possivel.]

EnderBR wrote:NRPG:

Leo, sinta-se à vontade para elaborar. Como você pode ver determinei três coisas em função da sua ficha / história:
- Lindum não possui um forte legionário, assim sendo lhe coloquei em Eboracum que servia bem à história.
- Determinei que Lucius é um equestre de classe intermediária, em função dos baixos rendimentos próprios, mas de família tradicional (seu pai foi Vicarius).
- Pelo tempo de serviço e posição social Lucius é um Centurião.

Quando chegarmos na fase de inverno fazemos os cálculos de glória em função da posição de Lucius.

"Cause he's oh, so good,
And he's oh, so fine,
And he's oh, so healthy,
In his body and his mind.
He's a well respected man about town,
Doing the best things so conservatively."
(A Well Respected Man - The Kinks)

Sem, problema, estou de acordo com as mudanças. Apenas tinha colocado Lindum Colonia pois era a capital de Flavia Caesariensis, mas Eboracum fica muito melhor!

E qual é exatamente o meu "novo equipamento", para que possa informar quanto restou de meus recursos?

Back to top Go down

[367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  EnderBR on Thu Dec 20, 2012 2:06 pm

RPG:

Lucius se preparava para um agradável circuito nos banhos quando foi interceptado por um rapazinho apressado, um adiutor de Gavius Ecletus, que lhe impede a entrada no belo prédio de pedra e mármore.

- Salve Centurio! - o jovem exclama e quando é permitido proclama sua mensagem. Gavius estava lhe chamando com urgência. Reconhecendo que deixar o tribuno de sua legião esperando não era uma boa idéia, decide postergar os banhos para um momento mais conveniente.

Quando chega ao praetorium do imponente forte, é saudado cordialmente por Gavius e, para sua surpresa, por seu patrono, Artorius Castus. Sendo poucos anos mais velho que Lucius, o corrector (prefeito) da cidade de Eboracum era de uma das linhagens mais ilustres na província, herdeiro do legado de Lucius Artorios Castus, praefectum da sexta na época . Seus cabelos muito pretos e feições mediterrâneas clássicas denotavam sua ascendência aristocrática.

Uma cadeira havia sido separada para Lucius e ele é convidado a sentar-se. Um jovem escravo traz vinho branco aquecido e aromatizado para servir. Provando, Lucius percebe se tratar de um produto de excelente qualidade, provavelmente da adega de seu patrono, e não a posca (vinho de qualidade inferior, bastante diluído em água) que normalmente era servida nos barracões do forte.

Após um brinde à auspiciosos novos começos e a protocolar troca de elogios que exigia tal encontro, Artorius, que parecia comandar a reunião, se pronuncia.

- Meu querido amigo Aurelius Felix, estive conversando aqui com o exaltado praefectum Gavius sobre você e chegamos a uma conclusão. Já é hora de você exercer um cargo digno de sua posição dentro das legiões. Da mesma maneira que é vexaminoso a um homem de capacidades limitar-se ao labor físico, é vexaminoso que um homem bem nascido, filho de Aurelius Vicarius, perca mais tempo patrulhando Eboracum como se fosse um foederati desesperado por cidadania. Os Aurelius de Lindum são uma das famílias que sustentam a civilização nesta ilha e é tempo de você, como seus irmãos antes, ter seu reconhecimento. Decidimos que é hora de você começar seu Tres Militiae.

(NRPG: Tres Militiae: Sequência de três postos militares de comando que os equestres geralmente passavam para se preparar para a vida pública, geralmente eram um posto de praefectura, um de tribunus angusticlavus (tribuno de uma legião) e finalmente praefectura de uma ala de 500 cavaleiros. Seguir o tres militiae já estava em desuso franco nesta época, aonde a ordos senatorial já estava praticamente removida da vida pública "prática". Mesmo assim ainda era uma constante entre famílias tradicionais, ainda que com os tempos de serviço bastante reduzidos.)

Gavius então detalha a posição escolhida para Lucius:

- Temos um praefectum em Pons Aelius que antecede Magnentius. Ele nunca nos causou problemas então foi mantido no lugar, até porque seu comando realmente não é muito grande. Publius Cotta é um bom homem e já espera pela aposentadoria há 15 anos. Redigi suas ordens para que você lhe destitua do comando e assuma sua posição de imediato. De acordo com sua nova posição aqui está a autorização para comprar material adequado aqui no forte. Providencie uma couraça e elmo novos...

Artorius intercede:

- Agora, à comemoração. Julia está supervisionando um batalhão que está lhe preparando um grande banquete lá na villa e tomei a liberdade de convidar seus irmãos que já estão lhe aguardando. - Ele fala em meio a uma risada com a estupefação de Lucius - Sim, sim... já estamos planejando isto há algum tempo. Hoje comemoramos, amanhã você volta ao serviço de Roma.

O resto do dia é gasto na estrada, em animada discussão sobre o futuro na carruagem de Artorius. Artorius ao longo da curta viagem detalha seus planos para manobrar uma posição no senado. Não que fazer parte do senado trouxesse algum poder político ou militar, mas trazia uma enorme carga de prestígio, que poderia ser utilizado para angariar a prefeitura pretoriana da Gallia, o objetivo final de Artorius.

O banquete se dá em clima de grande alegria e Lucius se sente efetivamente abençoado pela gentileza de seu patrono. Pela manhã, seu novo equipamento (NRPG: Descontar o dinheiro e me contar quanto sobrou) está pronto, assim como seu cavalo e sua carga para a viagem até Pons Aelius. Se despedindo de todos, Lucius toma a estradinha do campo, rumo à via aeliana maior e rumo ao seu primeiro comando. Levando consigo, estavam os documentos lhe outorgando o comando do forte e a placa de bronze marcando a aposentadoria de Publius Cotta.

Três dias, duas horas após o pôr-do-sol, Lucius chega na muralha do fim do mundo e o forte que deverá ser sua casa ao menos pelos próximos dois anos. No portão, Morien e Moried estão montando guarda, esperando ansiosamente a hora de se recolher do frio cortante de dezembro.

NRPG:

Leo, sinta-se à vontade para elaborar. Como você pode ver determinei três coisas em função da sua ficha / história:
- Lindum não possui um forte legionário, assim sendo lhe coloquei em Eboracum que servia bem à história.
- Determinei que Lucius é um equestre de classe intermediária, em função dos baixos rendimentos próprios, mas de família tradicional (seu pai foi Vicarius).
- Pelo tempo de serviço e posição social Lucius é um Centurião.

Quando chegarmos na fase de inverno fazemos os cálculos de glória em função da posição de Lucius.

"Cause he's oh, so good,
And he's oh, so fine,
And he's oh, so healthy,
In his body and his mind.
He's a well respected man about town,
Doing the best things so conservatively."
(A Well Respected Man - The Kinks)
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Lucius [A well respected man]

Post  Sponsored content


Sponsored content


Back to top Go down

Back to top

- Similar topics

 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum