[367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  EnderBR on Sun Oct 06, 2013 1:38 am

RPG:

Os dois estranhos se acomodam nas camas de palha, cada qual em seu canto, com seus costumes. O bardo acostumado a gozar da hospitalidade dos fortes e o germano acostumado com a vida na caserna. Rapidamente ambos estão dormindo depois de um cansativo dia de viagem.
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  Alex on Sat Oct 05, 2013 8:05 pm

Lothbrok procura uma cama para tomar como temporariamente como sua e, após realizar sua rotina de armas e necessidades básicas, se põe a dormir a roncos sonoros.

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  Joriam on Sat Oct 05, 2013 9:19 am

/NRPG

Gogarty ficou em silêncio, não tinha nenhuma ação pra pôr. Pode encerrar por mim.

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  EnderBR on Sat Oct 05, 2013 1:36 am

NRPG:

Joriam, excelente, mas sua mensagem não incluiu nenhuma ação de fato. Tem mais vindo? Ou posso encerrar o dia por você?
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  Joriam on Fri Oct 04, 2013 7:45 pm

Gogarty dirige os olhos para o chão, fingindo uma reverência, para esconder sua raiva. Não podia perder o teatro agora, mas sua cólera transpareceria no olhar. Insultar, ele disse? Oras, um homem assim merecia perder o pau, ficar cego ou coisa pior.

Mas algo que ele disse despertou também sua atenção. Sceaduguenga. Aquele homem não era um cristão. Por pior que o ignorante fosse (pffff! Ele achava que almas podem ser partidas, que grande imbecil!), ele devia ter outros deuses. E quanto mais deuses Gogarty conseguisse conquistar, mais pressão faria para a saída do deus pregado de sua terra.

Talvez o estrangeiro merecesse uma segunda conversa.

Os dois bobões não seriam obstáculo, ele apostava. Talvez um grito fosse suficiente para fazê-los correr. Mas por hora, manteria o silêncio. Não estava vivo em território inimigo até agora por falar demais, estava vivo por ouvir o suficiente.

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  EnderBR on Tue Oct 01, 2013 9:23 pm

NRPG:

Boa Alex, representação adequada de Proud 16 =) e eu não conhecia os sceadugenga, mas pelo que vi são "shadow-walkers" anglo-saxões, the walking dead e, sendo anglo-saxões, suficientemente nórdicos para você os conhecer. Corrigi a menção ao sol sumir pois já se pôs conforme sua mensagem de prelúdio.

RPG:
Alex wrote:- Ah, ótimo. Um skald habilidoso como você servirá para observar e cantar a minha lenda pelos quatro ventos, como é merecido. Apenas tome cuidado para não me insultar uma segunda vez, se não quiser terminar como apenas mais um verso no qual "Parte Almas" -enquanto pousa a mão em seu machado de batalha- bebe o sangue de uma vítima.

Após proferir estas palavras, Lothbrok gesticula para seus três companheiros em um sinal para continuarem o caminho, proseguindo seu discurso:

- Considerem este homem como viajando comigo. Sendo assim, entremos como sujerido, pois logo a luz do sol nos será privada pois já é tarde e, na sombra da noite, os "sceadugenga" caçam.
Os homens entram e enquanto Moried e Morien se ocupam de levantar a pesada barra de madeira para trancar a porta discutem:

Moried: Na verdade pelo que entendi você está aqui para ver o Dux, e o Dux não está aqui. Portanto o estrangeiro - e a ironia de chamar o bardo da vila vizinha de estrangeiro enquanto trata o burgúndio como um conterrâneo parece perdida nele - fica sob minha responsabilidade.

Os irmãos acabam de barrar o único portão em uso no forte. O portão norte fazia parte da muralha, o leste e o sul, se houvessem, dariam para barrancos.

Moried: Bom, nosso comandante já se retirou para o dia e eu sou o "oficial" responsável pela noite. Vou acomodá-los no aquartelamento com os outros soldados. Me acompanhem.

Os quatro seguem a via principal do forte e Lothbrok pode perceber o desenho padrão; nada muito diferente do que ele esperava. Gogarty já estivera em outros fortes na muralha e este não apresentava nenhuma grande novidade.

Passando por uma série de prédios que pareciam desertos, eles chegam ao quartel em uso, um dos homens, próximo à porta, se mexe em sono leve quando eles entram no cômodo.

Moried: Fiquem à vontade, escolham suas camas. Tem aveia quente no pavilhão ao lado se estiverem com fome. Latrinas próximas ao muro, perto do portão onde entramos. Eu ainda tenho que acertar os detalhes das rondas noturnas. Vocês durmam bem e não pensem em nenhuma gracinha... montaremos guarda no quartel esta noite para garantir que tudo que está aqui agora continuará aqui pela manhã. Agora boa noite e fiquem bem!

Com isto Moried vira de costas e sai em direção ao centro do forte. Morien puxa uma caixa de uma cama próxima e se põe sentado, de guarda, ao lado da porta.
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  Alex on Mon Sep 30, 2013 8:39 pm

- Ah, ótimo. Um skald habilidoso como você servirá para observar e cantar a minha lenda pelos quatro ventos, como é merecido. Apenas tome cuidado para não me insultar uma segunda vez, se não quiser terminar como apenas mais um verso no qual "Parte Almas" -enquanto pousa a mão em seu machado de batalha- bebe o sangue de uma vítima.

Após proferir estas palavras, Lothbrok gesticula para seus três companheiros em um sinal para continuarem o caminho, proseguindo seu discurso:

- Considerem este homem como viajando comigo. Sendo assim, entremos como sujerido, pois logo a luz do sol nos será privada, e, na sombra da noite, os "sceadugenga" caçam.

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  EnderBR on Wed Sep 25, 2013 2:47 pm

Joriam wrote:Os soldados, agora próximos, distinguem um homem encostado no muro. Mais importante que ele, é o belo som que salta da sua lira [roll: music (20): 13 - sucesso!]. Os dedos habilidosos de Gogarty passeiam sem dificuldade pelas cordas. Ele se desencosta e se põe parcialmente no caminho dos passantes, mas não completamente, para não ser desrespeitoso. Ele se curva e faz uma saudação [roll: protocol (4): 9 - Falha!!!], mesmo assim, continua tocando sua lira com uma mão apenas – ah! Se as pessoas comuns soubessem como isso é difícil.
Os soldados se olham espantados enquanto Gogarty faz uma mesura que seria apropriada talvez para a corte. Lothbrok pensa que o bardo está gozando com a cara deles e fica um pouco insultado. Em sua terra existem homens como Gogarty, tocados pelos deuses, mas eles são em geral evitados e em suas visitas são recebidos com medo pela gente simples do campo.

Joriam wrote:- Ave, Homens de guerra! Perdoem minha intromissão! Vendo suas silhuetas na noite, todas ferro e couro, me lembrei de uma música... uma que fala das batalhas entre soldados feitos de gelo e de rocha. De guerras de outros mundos ao norte... Um viajante como eu, desprovido do calor de um teto, tem que encontrar quentura de outras maneiras, como a da lira. Me desculpem pelo susto, nenhum mal poderia eu oferecer a homens de fúria como vocês. Meu nome é Gogarty, um viajante e um artista.

E a música continua a pular, discreta, das cordas da lira.
Morien sussurra para Moried em latim, na esperança que o bardo não lhe entendesse:
- Não podemos recusar abrigo a um bardo! Isso dá muito azar!!
Moried responde no mesmo tom:
- Não seja tolo!! Isso vale pra druidas e padres! E nós sabemos que não tem mais druidas há gerações por essas partes. Mas a música é muito boa e nós temos muitos convidados. Acho que o comandante ia apreciar o entretenimento amanhã em seu desjejum. Ele parecia muito preocupado hoje depois que o romano empolado saiu de seus aposentos.
Moried é interrompido pelo soar da buccina dentro do forte.

Falando alto:
- Bom, vamos todos para dentro. É hora de fechar o portão vamos resolver isso lá dentro.
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  Parcae on Mon Sep 23, 2013 12:09 am

The member 'Joriam' has done the following action : Alea Iacta Est!

'd20' : 13, 9
avatar
Parcae
Admin


View user profile http://darkbritannia.forumotion.com

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  Joriam on Mon Sep 23, 2013 12:09 am

Os soldados, agora próximos, distinguem um homem encostado no muro. Mais importante que ele, é o belo som que salta da sua lira [roll: music]. Os dedos habilidosos de Gogarty passeiam sem dificuldade pelas cordas. Ele se desencosta e se põe parcialmente no caminho dos passantes, mas não completamente, para não ser desrespeitoso. Ele se curva e faz uma saudação [roll: protocol], mesmo assim, continua tocando sua lira com uma mão apenas – ah! Se as pessoas comuns soubessem como isso é difícil.



Se alguém lhe perguntasse quantas vezes ganhou uma boa noite de sono e alguns amigos fazendo exatamente o que estava prestes a fazer, Gogarty não teria idéia. Eram vezes demais e ele sabia o porquê. Nos ambientes frios dos quartéis e até mesmo das casas de alguns nobres centuriões, coisa que aqueles ali certamente não eram, diversão era uma moeda rara e valiosa. A não ser, claro, que você considerasse as manias dos cristãos mais frescos como entretenimento... mas os soldados em geral não achavam. Uma boa música sobre sangue, uma piada bem contata e todos no recinto estariam felizes, inclusive o “bardo”, como invariavelmente seria intitulado.

- Ave, Homens de guerra! Perdoem minha intromissão! Vendo suas silhuetas na noite, todas ferro e couro, me lembrei de uma música... uma que fala das batalhas entre soldados feitos de gelo e de rocha. De guerras de outros mundos ao norte... Um viajante como eu, desprovido do calor de um teto, tem que encontrar quentura de outras maneiras, como a da lira. Me desculpem pelo susto, nenhum mal poderia eu oferecer a homens de fúria como vocês. Meu nome é Gogarty, um viajante e um artista.

E a música continua a pular, discreta, das cordas da lira.

Back to top Go down

[367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  EnderBR on Sun Sep 15, 2013 5:51 pm

RPG:
EnderBR wrote:- Lothbrok tenta entender a frase críptica quando os três são interrompidos pela bela música de uma lira e se viram para ver um homem muito bonito, sob a luz da lua, subindo o caminho em direção ao forte.
Quando o bardo chega à distância de ouvir Moried interrompe a canção gritando:

- Alto lá! Identifique-se homem!

NRPG:

Continuem daqui!

"But you and I, we've been through that
And this is not our fate
So let us not talk falsely now, the hour is getting late"

Bob Dylan - All along the watchtower
avatar
EnderBR
Magister Ludi


View user profile

Back to top Go down

Re: [367.12 - Pons Aelius] Gogarty, Lothbrok [The hour is getting late]

Post  Sponsored content


Sponsored content


Back to top Go down

Back to top

- Similar topics

 
Permissions in this forum:
You cannot reply to topics in this forum